O Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN) sedia o Núcleo Vitória do Observatório das Metrópoles, coordenado por Pablo Silva Lira e que tem como foco de análise a Região Metropolitana da Grande Vitória (RMGV) e suas transformações urbanas, sociais, econômicas e demográficas ao longo das últimas décadas. 

Para o projeto “Reforma Urbana e Direito à Cidade: desafios para o desenvolvimento nacional”, organizado por Pablo Silva Lira, Latussa Laranja Monteiro e Ligia da Motta Silveira Borges, participam 24 pesquisadores(as) vinculados ao núcleo.

Equipe

Antônio Ricardo Freislebem da Rocha
IJSN
Aurélia Castiglione
UFES
Bárbara Caballero
IJSN
Bruno Louzada
IJSN
Clemir Regina Pela Meneghele
IJSN
Cynthia Lopes Pessoa de Miranda
IJSN
Fabiana Lopes Sales
IJSN
Gilton Luis Ferreira
UFES
Giovanilton A. C. Ferreira
UVV
Giuliano Grigolin
IJSN
Hélio Gomes Filho
IJSN
Isabella Batalha Muniz Barbosa
IJSN
João Luiz Paste
IJSN
Katia Cesconeto de Paula
IJSN
Kiara de Deus Demura
IJSN
Latussa Laranja Monteiro
IJSN
Luiz Paulo Vellozo Lucas
IJSN
Marco Aurélio
UVV
Marlon Neves Bertolani
IJSN
Michele Gasparini de Miranda
IJSN
Pablo Jabor
IJSN
Pablo Lira
IJSN
Renato Seixas
UFES
Sandra Mara Pereira
IJSN
 
  • Região Metropolitana da Grande Vitória

    O livro busca fomentar o debate sobre temas relevantes ao fenômeno urbano e questões metropolitanas do Brasil contemporâneo, com enfoque na Região Metropolitana da Grande Vitória (RMGV). Com o propósito de subsidiar evidências científicas à luz da reforma urbana e direito à cidade, o livro está dividido em 14 capítulos.

    Inicialmente são discutidos os processos de modernização da sociedade e das transições demográfica e migratória na RMGV, seguida da pobreza, buscando analisar sua distribuição e problematizar desafios oriundos dessa. Na ótica da educação, desafios no ensino superior são abordados, bem como as condições de acesso em face ao dever do Estado de garantir educação ao longo da vida. Tendo em vista crescentes demandas habitacionais para o estrato social de baixa renda e a busca por resultados mais eficazes na implementação de políticas públicas de moradia. Em seguida, é enfocado um problema que vem se agravando nas metrópoles brasileiras: as vulnerabilidades das pessoas em situação de rua. Na sequência, a distribuição espacial da pandemia de Covid-19 é analisada associada com a estrutura social, os circuitos econômicos e perceptivas do direito à cidade. Em seguida, o tema da violência é discutido a partir do estudo sobre a influência da urbanização na variação dos fluxos de acumulação social e seus efeitos por meio da concentração espacial de roubos e furtos na RMGV. A temática das ocupações em áreas de risco e os impactos decorrentes desse fenômeno também é contemplada. São evidenciados os instrumentos de gestão metropolitana e municipal da RMGV, também seu Plano de Desenvolvimento Urbano Integrado. São estabelecidas reflexões sobre a governança metropolitana e seus desafios. Por fim, é destacado o estudo sobre a participação social nos conselhos municipais de política urbana. 

    Organização: Pablo Silva Lira, Latussa Laranja Monteiro e Ligia da Motta Silveira Borges

    Saiba mais sobre este livro